terça-feira, 23 de julho de 2013

Espere...

Você quer um amor. Uma paixão daquelas de tirar o fôlego e, ao mesmo tempo, acalmar o coração. Mas ela simplesmente não vem. Não aparece nem quando você está distraído, quem dirá quando está procurando. O amor não te acha, mesmo você segurando uma plaquinha "estou pronto", mesmo você gritando aos sete ventos que a sua hora chegou. 

Como seria bom se a gente pudesse escolher o momento. Apontar a pessoa e pronto: pode vir buscar seu amor novinho em folha, embrulhado pra presente. Será que realmente seria melhor? Se você está na turma "da plaquinha”, com certeza deve estar balançando a cabeça pra cima e pra baixo, freneticamente, nesse momento. Agora, se você já passou pro outro grupo, com certeza deve ter a mesma coisa que eu em mente: espere. 

Claro que se divertir é legal, longe de mim ser hipócrita com relação a isso. Mas por que "vestir" alguém que passou correndo pela sua vida com uma fantasia sua. Não insista, não vai caber. Quando o "seu número" chega, ele se encaixa sem esforço. Não vem ocupar nenhum espaço vago, vem inaugurar outros que você nem imaginava que existiam.

Não corra o risco de criar um amor pra satisfazer uma carência momentânea. Aquele ditadinho que "na falta da metade da laranja me contento com os limões" só vai azedar, ainda mais, a espera. Que o Cazuza me perdoe, mas amor inventado só funciona em música. Vida real pede coisas palpáveis. E, por mais inconstante que o ser humano possa ser, o amor só tem graça quando vem de graça. Quando acontece por livre e espontânea vontade.

Fernanda Gaona

Imagem: Johnny Robles


Ps1. Inspirado "na espera" de uma amiga
Ps2. Texto escrito ao som de Hey Jude

5 comentários:

Jason Jr. disse...

*-* :) ;)

Mara Melinni disse...

Simples e descomplicado como deve ser o amor... "Quando o "seu número" chega, ele se encaixa sem esforço".

Lindo texto!

Bjsss

Malu Silva disse...

Creio que devamos sempre viver o momento dado e nada mais...
Abraço e fim de semana com realizações felizes...

Ludmila Melgaço disse...

A gente sabe disso tudo, mas às vezes é bom relembrar.
Lindo!

Kaka Klemp disse...

Perfeito!!! Bjos