segunda-feira, 12 de outubro de 2009

"Foram levando qualquer coisa minha..."


"Da vez primeira em que me assassinaram,
Perdi um jeito de sorrir que eu tinha...
Depois, de cada vez que me mataram,
Foram levando qualquer coisa minha..."


Mário Quintana

2 comentários:

Marcelo Tavares disse...

Tô aqui do outro lado da tela esperando por sua coragem. Mas não demore muito, deixe o verbo correr... =] E antes que eu esqueça: sou fã de Quintana. Abraço e uma semana produtiva.

NaNa Caê disse...

nos matam de tanta coisa não ? amor..ódio..raiva..desgosto..paixão.. saudade.. tesão ...
E nós vamos seguindo assim, sobrevivendo de forma insistente