quinta-feira, 14 de julho de 2011

Todos os sentidos, sem sentido


Sorrir com os olhos, falar pelos cotovelos, meter os pés pelas mãos. Em mim, a anatomia não faz o menor sentido. Sou do tipo que lê um toque, que observa com o coração e caminha com os pés da imaginação. Multiplico meus cinco sentidos por milhares e me proponho a descobrir todos os dias novas formas de sentir. Quero o cheiro da felicidade, o gosto da saudade, o olhar do novo, a voz da razão e o toque da ternura. Luto contra o óbvio, porque sei que dentro de mim há um infinito de possibilidades e embora sentimentos ruins também transitem por aqui, sei que devo conduzi-los com a força do pensamento até a porta de saída. Decidi não delegar função para cada coisa que eu quero. Nem definir o lugar adequado para tudo de bom que eu sinto. Nossos sentimentos são seres vivos e decidem sem nos consultar. A prova de que na vida, rótulos são dispensáveis e sentimentos inclassificáveis.


Fernanda Gaona

Imagem: Julie de Waroquier

25 comentários:

Zi disse...

Sentimentos e emoções são em grande número em nossas mentes; eles afectam os nossos corpos, os nossos comportamento, as nossas vidas…
Gostei de ler as suas palavras, aderi ao seu blog, espero que
faça o mesmo no meu:

http://eternamente-mulher.blogspot.com/

Um beijo.
Zi

Claire disse...

Somos,aquilo que sentimos.Beijos!

Alê disse...

Mais uma vez: texto leve e doce!

wuldson marcelo disse...

O corpo, como disse Merleau-Ponty, é um veículo para o conhecimento. O corpo sente e fala, comunica. Assim somos possibilidades não somente descobertas ou dada pela razão. Você está certa: não cabemos em rótulos se assim não quisermos.

Camila disse...

É incrível como seus textos estão cada vez melhores... Você é uma das minhas inspirações nesse maravilhoso mundo que é escrever, e te agradeço por isso. Obrigada.

Janaína de Souza Roberto disse...

Usar e abusar dos sentidos pra tentar redescobrir-se é preciso, não é?

Mulheres INDO disse...

muito lindo seu blogs seu texto belos, vc tem um grande talento. fica com DEUS.

_. Mαlditαs músicαs de αmor disse...

lindas as suas palavras
amei ! *-*

Clarinha disse...

que texto lindo, adorei o blog !

bjs
http://maviealeatoire.blogspot.com/

Fernanda Carneiro disse...

Adorei a mensagem. Concordo plenamente com tudo o que está escrito. Vou emprestar para postar no meu blog.
Quando der dê uma passadinha lá
www.fernandacarneirotg.blogspot.com

Isabelle disse...

Lindo!! "Sentimentos são mesmo praticamente seres além e que decidem por nós..."
Muito verdade o que você escreve..
beijo!!

Janaina Cruz disse...

Julli, tua escrita é cheia de ternura e muita luz, a maturidade beija tua razão menina.

Amei o blog, sigo-te com prazer!

Abraços e ótimo fim de semana

O Eterno Aprendiz, Artista Sonhador de Deus. disse...

Voce é a melhor escritora desse mundo. Quando leio seus textos desacredito que eu namoro a escritora que eu mais gosto de ler. :)

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Adorei essa frase: "Nossos sentimentos são seres vivos e decidem sem nos consultar."

Muito bom.

Beijos

Evandro L. Mezadri disse...

Belo texto, muito motivador, dá vontade de correr, beijar, viajar, enfim, viver!
Grande abraço e sucesso!

Sound of Blackout disse...

Lindo, vejo que gosta bastante de sinestesia. haha, beijos.

Link' disse...

Eu DELIREI com seu blog. É ótimo! Meus parabéns, rs.

Bruna F. T. disse...

Os sentimentos por si só não permitem o óbvio, se não seriam chamados de razão e não de emoção.

Adorei *-*

MARILENE disse...

Realmente, não somos consultados se devemos ou não sentir. Somos surpreendidos. E a espontaneidade de gestos e palavras muito contribui para isso. Tudo lemos, consciente ou não. E vão os detalhes entrando em nossdas mentesm e despertando o sentir, belo e poderoso.


Bjs.

Ana disse...

Fernanda,
Como sempre, você fala com o meu coração...:) Lindo texto! Tão vivo!

Pink disse...

Sentimentos, postei algo sobre no meu blog hj, mas não com sua doçura.
Que blog gostoso, tranquilo, ideal para uma insônia, talvez forçada...
:)

Guilherme Vinicius disse...

Perfeito Fer!

Guilherme Vinicius disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marina disse...

Olá estou seguindo seu blog.Gostei muito dos seus textos,parabéns.
Espero sua visita:
http://fronteirasdoavesso.blogspot.com/
Um abraço

denise dutra disse...

nossos sentimentos tem vida propria mesmo....