quarta-feira, 10 de março de 2010

"Tudo que fala em mim de amor foi dito"


"Tudo de amor que existe em mim foi dado
Tudo que fala em mim de amor foi dito
Do nada em mim o amor fez o infinito
Que por muito tornou-me escravizado.

Tão pródigo de amor fiquei coitado
Tão fácil para amar fiquei proscrito
Cada voto que fiz ergueu-se em grito
Contra o meu próprio dar demasiado.

Tenho dado de amor mais que coubesse
Nesse meu pobre coração humano
Desse eterno amor meu antes não desse.
Pois se por tanto dar me fiz engano
Melhor fora que desse e recebesse
Para viver da vida o amor sem dano."


Vinicius de Moraes

7 comentários:

quandoeumechamarsaudade disse...

As palavras de Vinícius são lindas!!

E seu blog também é uma graça. Adorei.

Abraço,

Estefani

*Mundo Particular* disse...

Lindo poema. Vim fazer parte do seu cantinho encantado...
Um abraço e Boa Noite!!

Luanne de Cássia disse...

sempre achei esse poema um dos mais fascinantes :)

Victoria Leite disse...

Lindo poema,Vinícius é essencial.

Seu blog sempre com as palavras certas na hora certa. :D

Victoria Leite

Amapola disse...

Belo

Um grande abraço.

Pérola disse...

É isso aí amiga,o melhor é explodir de amor rs.
beijos minha linda.

Ágatha disse...

no dia do meu aniversário, recebo esse poema de presente. maravilhoso site. aprecio muito o seu gosto delicado pelas palavras. sou uma seguidora anônima q agora está se revelando...rs