segunda-feira, 21 de setembro de 2009

“A noção ou o sentimento da transitoriedade de tudo é o fundamento mesmo da minha personalidade”


“Viver não é seguro. Viver não é fácil. E não pode ser monótono. Mesmo fazendo escolhas aparentemente definitivas, ainda assim podemos excursionar por dentro de nós mesmos e descobrir lugares desabitados em que nunca colocamos os pés, nem mesmo em imaginação.”


Cecília Meireles

Um comentário:

NaNa Caê disse...

Nada é definitivo. fato.
e é isso que acaba as vezes com a gente.
A constância por mais utópica que nos pareça causa segurança.

e na hora de dormir é ela que tudo acalma.